quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Trecho do poema Ser Diverso


Sou um ser diverso

Um ser de verso
De prosa e poesia...

Um comentário:

Cadú Rodrigues disse...

és um ser diverso, enquanto eu sou um estranho. pingando. escorrendo pelos dedos. descendo, chocando, dissipando-se entre os gritos e entre os sonhos daqueles que ainda conseguem dormir. carne viva. latente. corrente e entorpecente. um bater de asas, um minuto acima do chão, um choque, um baque, um surto e uma calmaria. um drama. uma mistura. um eu.

enfim, acabei de te ver no Atitude.com, sou um novo escritor brasileiro, também, entao fiquei bastante interessado por que vc largou tudo pra ir atrás disso, é algo q terei de fazer em breve, provavelte
vou dar mais uma olhada por aqui, boa sorte pra ti na sua carreira \o